O Hotel

Mas o que tem o Explora Patagônia de tão especial?

Para começar, eu exaltaria o conceito dos hotéis do grupo Explora, que tem o luxo do essencial como pilar central. Isso significa oferecer ao hóspede apenas o que é indispensável para viver uma experiência de imersão total com a natureza, em lugares remotos e com condições climáticas que nem sempre são ideais. Tendo dito isso, é importante frisar que o hotel oferece uma experiência muito confortável ao hóspede, mas sem supérfluos. Exatamente da maneira que eu gosto.

Nas palavras de seu fundador Pedro Ibañez, os Hotéis Explora foram construídos de maneira que “a natureza seja sempre o principal“, sem distrações desnecessárias. O objetivo é incentivar a todos os visitantes que se permitam explorar o local a fundo, e voltar para casa mais conscientes da passagem do tempo através dos ciclos da natureza, e estações do ano.

O Explora Patagônia, em si, tem uma decoração aconchegante e confortável, seguindo o estilo “less is more”, com predominância de madeira por todo o hotel. Parece que estamos sendo recebidos na casa (super gostosa) de um amigo querido. E essa impressão nos acompanhou durante toda nossa estadia por lá.

O prédio do hotel lembra um centro de exploração e pesquisa (de verdade) em algum lugar muito isolado. A arquitetura entrega que o hotel foi projetado desta forma para aguentar as difíceis condições climáticas da região.

Suas instalações acomodam, no prédio principal: 49 quartos e suítes, um restaurante, um bar, uma loja com produtos da marca Patagônia, um pequeno anfiteatro para apresentações, e um lounge com vários sofás e poltronas posicionados, estrategicamente, de frente para o Lago Pehoé.

O Spa

A 100 metros dali, no prédio anexo, encontramos o spa, com dois quartos de massagem, uma piscina coberta aquecida, sauna e quatro jacuzzis ao ar livre e com vista para o Rio Paine.

Os dois prédios são ligados por um deque de madeira. Abaixo, o prédio do spa visto por outro ângulo, que mostra o cenário deslumbrante que o cerca.

 

Estábulos e Rancho Dos de Enero

O Explora conta ainda com estábulos ultra completos, de onde os hóspedes saem para as belas cavalgadas pelas montanhas ou pelos Pampas. Os cavalos disponíveis são da Raça Explora, uma mistura de cavalos chilenos, árabes e ingleses. E como amo montar, e o faço desde muito pequena, posso afirmar que os cavalos do Explora Patagônia são excelentes montarias.

Além dos belos locais para cavalgadas perto dos estábulos, o hotel conta ainda com o rancho Dos de Enero (também de propriedade do Explora), que fica localizado a 53km de distância e é palco de churrascos e cavalgadas nos meses de alta-temporada.

A loja

A loja do hotel contém tudo o que precisamos quando estamos por lá (e possamos ter esquecido de levar). À venda estão apenas produtos da excelente marca de outdoors Patagônia e encontra-se tudo, absolutamente tudo, que é necessário para fazer as expedições no maior conforto possível. Casacos, underwears térmicos, sapatos para trilhas, gorros, suéters, óculos, chapéus, mochilas e bonés. E, mesmo chegando por lá com uma mala muito bem feita, sempre acaba-se comprando alguma coisa extra que vá ser útil durante as muitas expedições no programa.

 

Localização

A localização do Explora Patagônia é um capítulo à parte.  Talvez seja o lugar mais bonito que já tive o prazer de visitar na minha vida, sem exagero. O hotel está situado no coração do Parque Nacional Torres del Paine, às margens do belíssimo Lago Pehoé e de frente para os espetaculares Cerro Paine Grande e Cuernos del Paine, ambos de uma beleza avassaladora.

Fora a beleza cinematográfica, o local é perfeito também como ponto de partida para as várias expedições que o hotel oferece.

Tecnicamente falando, o hotel está situado a 340km, ou 4 horas e meia de distância, do aeroporto de Punta Arenas, e a 98km, ou 1 hora e quarenta de distância, do aeroporto de Puerto Natales. Vôos para Puerto Natales só operam durante os meses de verão, de Novembro a Março.

 

Como chegar

De Santiago: há vôos diretos do Aeroporto Arturo Benitez para o Aeroporto de Punta Arenas, de duração de 3 horas e meia. O Explora Patagônia oferece dois horários por dia de transfers (inclusos na tarifa) que saem do aeroporto de Punta Arenas às 9:20h, e às 14:50h.

De El Calafate, na Argentina: o hotel Explora Patagônia oferece um transfer que sai de Cerro Castillo, na fronteira entre Chile e Argentina, diariamente às 12h. De El Calafate até Cerro Castillo é necessário pegar um ônibus comercial que faz a viagem em 4 horas.

OBS: Durante alguns meses do ano, há um transporte gratuito entre os hotéis de El Calafate e o Explora Patagônia, saindo às 8:15h da cidade de El Calafate.

 

Os quartos

O Explora Patagônia conta com 49 quartos e suítes muito confortáveis de 3 categorias diferentes: Exploradores Suite; Salto Chico Room e Cordillera Paine Room. Todos contam com camas maravilhosas, banheiros com banheira, cofre e uma escrivaninha.

Nosso quarto era um Cordillera Paine Room e tinha uma vista capotante. Acordávamos maravilhadas com tanta beleza, e íamos dormir exaustas (das expedições do dia), mas com uma felicidade indescritível. Abaixo a vista do nosso quarto.

 

Gastronomia

O restaurante do hotel é epaçoso e rodeado por janelas, o que permite aos hóspedes admirar a bela vista das montanhas, que mudam de cor de acordo com a hora do dia. Ali são servidos café-da-manhã, almoço e jantar. O café-da-manhã é servido em estilo bufê e apresenta boas opções de granolas e frios. Pratos quentes como ovos, panquecas e waffles, podem ser escolhidos à la carte.

A cozinha é saborosa e descomplicada, e os menus de almoço e jantar oferecem entrada, prato principal e sobremesa. O foco são os ingredientes frescos, como frutos do mar e carnes de caça, pães e sobremesas feitos na casa e algumas especialidades locais.

Os vinhos oferecidos são todos chilenos, vindos das diversas regiões de vinhedos do país. Todas as uvas produzidas no Chile estão representadas ali, por um rótulo ao menos, e o todos os que experimentamos eram gostosos e honestos. O restaurante oferece também uma carta de vinhos premium, que são cobrados à parte.

 

As Expedições

O Explora Patagônia oferece mais de 40 tipos de expedições diferentes. Entre trilhas leves, trilhas mais desafiantes, cavalgadas e excursões para picos nas redondezas, existe algo para todos os níveis e gostos. As expedições podem durar um dia inteiro, ou metade de um dia. A escolha do hóspede é feita juntamente com um guia na noite anterior aos passeios.

Cavalgadas

Como adoro cavalos, optei por fazer duas cavalgadas, uma de nível básico e outra de nível intermediário. Foram elas:

Cavalgada Laguna Negra

O grupo de hóspedes, mais um guia e um gaúcho sai dos estábulos e sobe por uma florestas a caminho do mirante da Laguna Negra. É uma cavalgada fácil, de 4km e 1h e 1/2 de duração, e perfeita para os primeiros dias no Explora Patagônia. A paisagem até lá é belíssima e cheia de aves locais, arbustos e árvores. Adorei!

Cavalgada Puntilla del Toro

Esta cavalgada tem nível básico/intermediário, e sai dos estábulos para o Pampa Serrano, atravessando riachos e rios, com o maciço Paine como pano de fundo. Passamos pelos rio Serrano, e lago Toro, que atravessamos algumas vezes. E´muito bacana! São 2h de passeio, com direito a um galope pelo Pampa, admirando a vista espetacular  do maciço.

Trilhas

Ribera Paine

A trilha Ribeira Paine é uma trilha “de entrada”, fácil, de curta duração, que é oferecida para aclimatar o hóspede ao local. Vai do prédio principal do hotel até o spa pela passarela. A trilha continua e segue por uma colina próxima ao hotel, de onde avista-se o lago e o Rio Paine. A volta é pela mesma passarela.

Nordenskjöld

O grupo sai do hotel de van em direção a cachoeira de Salto Grande. A trilha de 6km começa ali e vai até as margens do Lago Nordenskjöld. O lago tem uma cor lindíssima, um azul-turquesa maravilhoso, e fica localizado no sopé do maciço. Dali podemos admirar a beleza exuberante dos Cuernos de Paine, e de Paine Grande e seus glaciares.

A trilha é de nível fácil e o passeio dura 2:30h no total.

Lago Grey

Nosso grupo saiu de van, que nos deixou na entrada do Parque Nacional. Atravessamos a ponte suspensa sobre o Rio Pingo e continuamos por uma floresta  até chegarmos à Praia Grey. Vimos lindos icebergs na praia, antes de entrarmos numa trilha para fazer um loop pela ilha. A trilha era fácil e agradável. Paramos em vários mirantes para observar a geleira e os icebergs que se desprendiam dela. Um dos espetáculos da natureza mais lindos que já presenciei. Simplesmente inesquecível!

Uma trilha maravilhosa, de 5km e um passeio que dura 2:30h. Super recomendo, amei!

Hospitalidade

O serviço que recebemos no Explora Patagônia foi extremamente cordial, eficiente e muito simpático. Desde a gerente Marisol, que nos recebeu com todo o carinho, até os experientes (e excelentes) guias, os garçons, motoristas e funcionários do hotel, absolutamente todos, foram extremamente gentis conosco.

Posso dizer sem medo que os dias que passei no Explora Patagônia me mudaram muito, como pessoa e como viajante. A beleza do lugar, o isolamento, o contato com a natureza e a aspereza do clima, me fizeram sentir “mais viva” e mais conectada do que nunca com nosso planeta. Em resumo: me emocionaram.

Agradeço de coração à toda a equipe do hotel por dias simplesmente inesquecíveis. Posso afirmar com toda a certeza que o Explora Patagônia foi uma das melhores experiências de viagem que já tive na minha vida,  e tenho certeza que voltarei muitas e muitas vezes.

 

Hotel Explora Patagônia

Endereço: Torres de Paine, Región de Magallanes y de la Antártica Chilena, Chile

Telefone: +56 2 2395 2580

Tarifas a partir de US$1500

Pensão completa

O Explora Patagônia opera apenas com sistema de pensão completa, ou all-inclusive. Todos os pacotes oferecidos pelo hotel incluem acomodação, transfers, refeições, bebidas alcóolicas (com exceção dos vinhos premium) e uma gama de mais de 40 expedições.

www.explora.com

 @exploratravel

Categoria FFTravels

*****

 

Localização no Mapa

"/>
Chile

Explora Patagônia : a realização de um sonho

Explora Patagônia: a realização de um sonho

Quem viaja muito a trabalho, para escrever sobre hotéis, ainda sonha em visitar algum lugar no planeta? A resposta é: claro que sim!

Meu sonho de viagem há anos era visitar o Parque Nacional Torres Del Paine, na Patagônia Chilena, e mais precisamente o hotel Explora Patagônia. Tentei ir algumas vezes com meu marido e filhos, mas por uma razão ou outra, a viagem acabou não acontecendo. Sendo assim, dá pra imaginar, né? Me senti como uma criança quando recebi o convite para visitar o hotel, e minha resposta, mesmo antes de saber a data, foi um sonoro “SIM”.

A data foi marcada para final de Setembro, começo de Outubro, e (que delícia!), notei que estaria no hotel alguns dias antes do dia do meu aniversário. “Presente melhor que esse não existe”, pensei eu. E não existe mesmo.

 

O Hotel

Mas o que tem o Explora Patagônia de tão especial?

Para começar, eu exaltaria o conceito dos hotéis do grupo Explora, que tem o luxo do essencial como pilar central. Isso significa oferecer ao hóspede apenas o que é indispensável para viver uma experiência de imersão total com a natureza, em lugares remotos e com condições climáticas que nem sempre são ideais. Tendo dito isso, é importante frisar que o hotel oferece uma experiência muito confortável ao hóspede, mas sem supérfluos. Exatamente da maneira que eu gosto.

Nas palavras de seu fundador Pedro Ibañez, os Hotéis Explora foram construídos de maneira que “a natureza seja sempre o principal“, sem distrações desnecessárias. O objetivo é incentivar a todos os visitantes que se permitam explorar o local a fundo, e voltar para casa mais conscientes da passagem do tempo através dos ciclos da natureza, e estações do ano.

O Explora Patagônia, em si, tem uma decoração aconchegante e confortável, seguindo o estilo “less is more”, com predominância de madeira por todo o hotel. Parece que estamos sendo recebidos na casa (super gostosa) de um amigo querido. E essa impressão nos acompanhou durante toda nossa estadia por lá.

O prédio do hotel lembra um centro de exploração e pesquisa (de verdade) em algum lugar muito isolado. A arquitetura entrega que o hotel foi projetado desta forma para aguentar as difíceis condições climáticas da região.

Suas instalações acomodam, no prédio principal: 49 quartos e suítes, um restaurante, um bar, uma loja com produtos da marca Patagônia, um pequeno anfiteatro para apresentações, e um lounge com vários sofás e poltronas posicionados, estrategicamente, de frente para o Lago Pehoé.

O Spa

A 100 metros dali, no prédio anexo, encontramos o spa, com dois quartos de massagem, uma piscina coberta aquecida, sauna e quatro jacuzzis ao ar livre e com vista para o Rio Paine.

Os dois prédios são ligados por um deque de madeira. Abaixo, o prédio do spa visto por outro ângulo, que mostra o cenário deslumbrante que o cerca.

 

Estábulos e Rancho Dos de Enero

O Explora conta ainda com estábulos ultra completos, de onde os hóspedes saem para as belas cavalgadas pelas montanhas ou pelos Pampas. Os cavalos disponíveis são da Raça Explora, uma mistura de cavalos chilenos, árabes e ingleses. E como amo montar, e o faço desde muito pequena, posso afirmar que os cavalos do Explora Patagônia são excelentes montarias.

Além dos belos locais para cavalgadas perto dos estábulos, o hotel conta ainda com o rancho Dos de Enero (também de propriedade do Explora), que fica localizado a 53km de distância e é palco de churrascos e cavalgadas nos meses de alta-temporada.

A loja

A loja do hotel contém tudo o que precisamos quando estamos por lá (e possamos ter esquecido de levar). À venda estão apenas produtos da excelente marca de outdoors Patagônia e encontra-se tudo, absolutamente tudo, que é necessário para fazer as expedições no maior conforto possível. Casacos, underwears térmicos, sapatos para trilhas, gorros, suéters, óculos, chapéus, mochilas e bonés. E, mesmo chegando por lá com uma mala muito bem feita, sempre acaba-se comprando alguma coisa extra que vá ser útil durante as muitas expedições no programa.

 

Localização

A localização do Explora Patagônia é um capítulo à parte.  Talvez seja o lugar mais bonito que já tive o prazer de visitar na minha vida, sem exagero. O hotel está situado no coração do Parque Nacional Torres del Paine, às margens do belíssimo Lago Pehoé e de frente para os espetaculares Cerro Paine Grande e Cuernos del Paine, ambos de uma beleza avassaladora.

Fora a beleza cinematográfica, o local é perfeito também como ponto de partida para as várias expedições que o hotel oferece.

Tecnicamente falando, o hotel está situado a 340km, ou 4 horas e meia de distância, do aeroporto de Punta Arenas, e a 98km, ou 1 hora e quarenta de distância, do aeroporto de Puerto Natales. Vôos para Puerto Natales só operam durante os meses de verão, de Novembro a Março.

 

Como chegar

De Santiago: há vôos diretos do Aeroporto Arturo Benitez para o Aeroporto de Punta Arenas, de duração de 3 horas e meia. O Explora Patagônia oferece dois horários por dia de transfers (inclusos na tarifa) que saem do aeroporto de Punta Arenas às 9:20h, e às 14:50h.

De El Calafate, na Argentina: o hotel Explora Patagônia oferece um transfer que sai de Cerro Castillo, na fronteira entre Chile e Argentina, diariamente às 12h. De El Calafate até Cerro Castillo é necessário pegar um ônibus comercial que faz a viagem em 4 horas.

OBS: Durante alguns meses do ano, há um transporte gratuito entre os hotéis de El Calafate e o Explora Patagônia, saindo às 8:15h da cidade de El Calafate.

 

Os quartos

O Explora Patagônia conta com 49 quartos e suítes muito confortáveis de 3 categorias diferentes: Exploradores Suite; Salto Chico Room e Cordillera Paine Room. Todos contam com camas maravilhosas, banheiros com banheira, cofre e uma escrivaninha.

Nosso quarto era um Cordillera Paine Room e tinha uma vista capotante. Acordávamos maravilhadas com tanta beleza, e íamos dormir exaustas (das expedições do dia), mas com uma felicidade indescritível. Abaixo a vista do nosso quarto.

 

Gastronomia

O restaurante do hotel é epaçoso e rodeado por janelas, o que permite aos hóspedes admirar a bela vista das montanhas, que mudam de cor de acordo com a hora do dia. Ali são servidos café-da-manhã, almoço e jantar. O café-da-manhã é servido em estilo bufê e apresenta boas opções de granolas e frios. Pratos quentes como ovos, panquecas e waffles, podem ser escolhidos à la carte.

A cozinha é saborosa e descomplicada, e os menus de almoço e jantar oferecem entrada, prato principal e sobremesa. O foco são os ingredientes frescos, como frutos do mar e carnes de caça, pães e sobremesas feitos na casa e algumas especialidades locais.

Os vinhos oferecidos são todos chilenos, vindos das diversas regiões de vinhedos do país. Todas as uvas produzidas no Chile estão representadas ali, por um rótulo ao menos, e o todos os que experimentamos eram gostosos e honestos. O restaurante oferece também uma carta de vinhos premium, que são cobrados à parte.

 

As Expedições

O Explora Patagônia oferece mais de 40 tipos de expedições diferentes. Entre trilhas leves, trilhas mais desafiantes, cavalgadas e excursões para picos nas redondezas, existe algo para todos os níveis e gostos. As expedições podem durar um dia inteiro, ou metade de um dia. A escolha do hóspede é feita juntamente com um guia na noite anterior aos passeios.

Cavalgadas

Como adoro cavalos, optei por fazer duas cavalgadas, uma de nível básico e outra de nível intermediário. Foram elas:

Cavalgada Laguna Negra

O grupo de hóspedes, mais um guia e um gaúcho sai dos estábulos e sobe por uma florestas a caminho do mirante da Laguna Negra. É uma cavalgada fácil, de 4km e 1h e 1/2 de duração, e perfeita para os primeiros dias no Explora Patagônia. A paisagem até lá é belíssima e cheia de aves locais, arbustos e árvores. Adorei!

Cavalgada Puntilla del Toro

Esta cavalgada tem nível básico/intermediário, e sai dos estábulos para o Pampa Serrano, atravessando riachos e rios, com o maciço Paine como pano de fundo. Passamos pelos rio Serrano, e lago Toro, que atravessamos algumas vezes. E´muito bacana! São 2h de passeio, com direito a um galope pelo Pampa, admirando a vista espetacular  do maciço.

Trilhas

Ribera Paine

A trilha Ribeira Paine é uma trilha “de entrada”, fácil, de curta duração, que é oferecida para aclimatar o hóspede ao local. Vai do prédio principal do hotel até o spa pela passarela. A trilha continua e segue por uma colina próxima ao hotel, de onde avista-se o lago e o Rio Paine. A volta é pela mesma passarela.

Nordenskjöld

O grupo sai do hotel de van em direção a cachoeira de Salto Grande. A trilha de 6km começa ali e vai até as margens do Lago Nordenskjöld. O lago tem uma cor lindíssima, um azul-turquesa maravilhoso, e fica localizado no sopé do maciço. Dali podemos admirar a beleza exuberante dos Cuernos de Paine, e de Paine Grande e seus glaciares.

A trilha é de nível fácil e o passeio dura 2:30h no total.

Lago Grey

Nosso grupo saiu de van, que nos deixou na entrada do Parque Nacional. Atravessamos a ponte suspensa sobre o Rio Pingo e continuamos por uma floresta  até chegarmos à Praia Grey. Vimos lindos icebergs na praia, antes de entrarmos numa trilha para fazer um loop pela ilha. A trilha era fácil e agradável. Paramos em vários mirantes para observar a geleira e os icebergs que se desprendiam dela. Um dos espetáculos da natureza mais lindos que já presenciei. Simplesmente inesquecível!

Uma trilha maravilhosa, de 5km e um passeio que dura 2:30h. Super recomendo, amei!

Hospitalidade

O serviço que recebemos no Explora Patagônia foi extremamente cordial, eficiente e muito simpático. Desde a gerente Marisol, que nos recebeu com todo o carinho, até os experientes (e excelentes) guias, os garçons, motoristas e funcionários do hotel, absolutamente todos, foram extremamente gentis conosco.

Posso dizer sem medo que os dias que passei no Explora Patagônia me mudaram muito, como pessoa e como viajante. A beleza do lugar, o isolamento, o contato com a natureza e a aspereza do clima, me fizeram sentir “mais viva” e mais conectada do que nunca com nosso planeta. Em resumo: me emocionaram.

Agradeço de coração à toda a equipe do hotel por dias simplesmente inesquecíveis. Posso afirmar com toda a certeza que o Explora Patagônia foi uma das melhores experiências de viagem que já tive na minha vida,  e tenho certeza que voltarei muitas e muitas vezes.

 

Hotel Explora Patagônia

Endereço: Torres de Paine, Región de Magallanes y de la Antártica Chilena, Chile

Telefone: +56 2 2395 2580

Tarifas a partir de US$1500

Pensão completa

O Explora Patagônia opera apenas com sistema de pensão completa, ou all-inclusive. Todos os pacotes oferecidos pelo hotel incluem acomodação, transfers, refeições, bebidas alcóolicas (com exceção dos vinhos premium) e uma gama de mais de 40 expedições.

www.explora.com

 @exploratravel

Categoria FFTravels

*****

 

Localização no Mapa

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *