França

Meus restaurantes clássicos preferidos em Paris

Meus restaurantes (clássicos) preferidos em Paris

Moramos em Paris durante 2000 e 2003, quando voltei ao Brasil para ter meu primeiro filho, Antonio. Foram anos produtivos, mas cheios de altos e baixos. Me formei no Cordon Bleu, estagiei em restaurantes estrelados, abri um pequeno serviço de Buffet, fiz inúmeros amigos e me despedi deles depois. E cheguei à conclusão no final que, para mim, Paris é uma cidade para se visitar (sempre), mas muito difícil para se viver. Explico: o clima é difícil, com um inverno que começa em Outubro e termina no final de Março. Dias que ficam escuros às 16:00h não foram muito fáceis para uma carioca suportar.

Mas vamos falar do que foi bom? Meu primeiro ano por lá foi o melhor: um ano de descobertas e amor total pela culinária francesa. Visitei inúmeros restaurantes de todos os tipos. Conheci chefes, rodei a cidade e comi todo o tipo de comida. Mergulhei de cabeça mesmo e tenho alguns favoritos até hoje.

Desde a nossa mudança para o Brasil temos voltado a Paris anualmente e a cena gastronômica mudou, é óbvio, mas não muito. Isso é algo que amo sobre a capital francesa: seus estabelecimentos duram uma eternidade, viram instituições amadas por locais e turistas.

De muitos que visitei, tenho uma lista de lugares que vou sempre, ano após ano, pois amo a comida e o ambiente. São eles:

 

Le Relais de l’Entrecôte

Um franco favorito, o melhor bife com fritas do mundo, com um molho de enlouquecer de tão bom. É o primeiro lugar que vou quando chego à cidade. Gosto de tudo: do ambiente, da comida, do vinho (da casa), do serviço, do profiteroles. Um must! Como pra me acabar e saio feliz da vida. Vou muito à filial da Rue Saint-Benoît pois me hospedo com frequência em Saint Germain, mas AMO a filial da Rue Marbeuf, que fica exatamente do outro lado da rua de um outro restaurante que adoro, o Chez Andre. Na filial de Montparnasse nunca fui, mas imagino que a qualidade deva ser igual.

  • Le Relais de l’Entrecôte – 20, Rue Saint-Benoît 75006 Paris

  • Le Relais de l ‘Entrecôte – 15, Rue Marbeuf 75008 Paris

  • Le Relais de l’Entrecôte – 101, Boulevard du Montparnasse 75006 Paris

Horário de Abertura: 12h à 14:30 – 19h à 23:30

Preço: $$

www.relaisentrecote.fr

 

Chez Allard

Bistrô que existe desde 1932 e muito charmoso na Rue Saint-André des Arts, sou apaixonada por esse lugar. Volto ano após ano para comer as vieiras a beurre Blanc, um dos melhores pratos do planeta. É um prato sazonal, então às vezes está na carta e às vezes não.  Quando não está, peço sole meuniére, de comer rezando também. O pato com azeitonas também é um dos clássicos do lugar há anos, com uma legião de fãs e apaixonados pela iguaria.

Há alguns anos, o chefe Alain Ducasse comprou o lugar, mas manteve todos os pratos do cardápio, clássicos franceses elaborados à maestria. Recomendo fortemente!

Restaurante Allard

Aberto diariamente para almoço e jantar

Preço: $$ – $$$

www.restaurant-allard.fr

 

Chez Andre

O Chez Andre é outro clássico que adoro. Culinária francesa, bistrô tradicional, pratos clássicos feitos com carinho e competência. E o mais importante: service continu, ou seja, não fecha entre almoço e jantar. O restaurante abre de 12h à meia-noite e facilita a vida de quem (como eu) gosta de, às vezes, almoçar tarde.

Adoro o foie gras com brioche e  salada de lentilhas de entrada, e como prato principal as vieiras à provençal e o steak béarnaise com fritas, de morrer de tão bom. A carta de vinhos também é ótima e o serviço atencioso e profissional. Amo de paixão!

Restaurante Chez André

12, Rue Marbeuf 75008 Paris

Aberto diariamente entre 12h e 24h

Preço: $$$

www.chez-andre.com 

 

Camille

O Camille no Marais é um restaurante que vou há anos. Mais um bistrô tradicional francês, charmoso e descolado, perfeito para um almocinho quando se está pelo bairro. A comida é saborosa mas não tão elaborada quanto a dos outros restaurantes mencionados acima. O Camille é um restaurante simples, charmoso, de preços razoáveis e agradável. Fica aberto o dia todo, de manhã até tarde da noite,  e oferece pratos tradicionais. O destaque fica por conta da seleção de tortas, todas ótimas. Minhas preferidas: a de limão com merengue e a de pera com amêndoas. Indico o Camille para um almocinho leve, ou um café,  que vão te fazer muito feliz.

Restaurante Camille

24, Rue des Francs Bourgeois 75003 Paris

Aberto diariamente de 8h às 23:30h

Preço: $$

 

Les Deux Magots

Ahhh como eu amo o Deux Magots! Aliás, existe alguém que não goste? Gosto de absolutamente de tudo de lá: da localização, do menu, do horário de abertura e mais ainda do serviço super profissional dos garçons. Desconfio que o Deux Magots seja o lugar que mais frequento em Paris. Possivelmente paro por lá pelo menos dia sim, dia não quando estou na cidade. O que mais amo? O Crottin chaud sur pain Poilâne, salade mélangée (queijo de cabra derretido sobre uma fatia de pão Poilâne e salada mista) e uma taça de Brouilly (vinho tinto da Bourgogne).  De comer ajoelhada de tão bom. Os omeletes também são sensacionais e todo o resto da carta também é divino.

Les Deux Magots Café e Restaurante

6, Place Saint-Germain des Prés 75006 Paris

Aberto diariamente de 7:30h à 1:00h

Preço: $$ – $$$

www.lesdeuxmagots.fr

 

L’Avant Comptoir

Me apaixonei pelos restaurantes L’Avant Comptoir e nunca mais parei de ir lá. O conceito é de um bar de tapas, ou um “boteco””, aonde se come em pé comidinhas em pequenas porções e se bebe excelentes vinhos em taça ou garrafa. Nem preciso dizer que adoro esse conceito, boêmia que sou. Mas o que mais adoro é que os L’Avant conseguem oferecer no mesmo ambiente comida e bebida de excelente qualidade, a bons preços e num ambiente descontraído, alegre e animado. Bato ponto vez no Comptoir de la Terre, vez no Comptoir de la Mer. Explico: são dois restaurantes porta com porta, que foram criados com temas de terra e mar para os clientes do restaurante Comptoir, que faz um tremendo sucesso e fica coladinho aos dois “L’Avant”.

Pois a criação desses dois bares de tapas foi justamente para que os clientes do Comptoir pudessem comer algo enquanto esperavam na fila para sentar. Que idéia incrível, não? Eu simplesmente adoro esse dois lugares e recomendo fortemente uma parada em um dos dois para beliscar e bebericar de passagem ou ficar e “jantar”por ali mesmo. Amo de paixão e recomendo muito.

L’Avant Comptoir

3, Carrefour de l’Odeon 75006 Paris

Aberto diariamente de 12h até 23h

Preço: $-$$

 

Café Varenne

O Café Varenne é um lugar que vou quando estou passeando pelo 7eme. Geralmente voltando de compras no Bon Marché. É um café de bairro sem grandes pretensões gastronômicas, mas um bom lugar para um café ou um almoço sem muita firula. É um típico café francês: charmoso, cheio de gente, com alguma boa formule (menu fixo) e algumas boas surpresas. O que comi por lá algumas vezes e adoro é o Ravioles du Royan crémées, um prato delicioso de raviólis de queijo ao molho de creme e salsinha. Nada sofisticado mas delicioso!

Café Varenne

36, Rue de Varenne, 75006 Paris

Aberto de segunda à sexta de 7:30h até 22:30h e aos domingos de 9am até 20h

Preço: $$

 

Chez Marianne

Não entendo muito bem o estardalhaço que fazem a respeito do l’As du falafel na Rue de Rosiers. Acho bom, mas nada de especial. Para mim, o melhor falafel de Paris é o do restaurante Chez Marianne, ali pertinho, também na esquina da Rue des Rosiers com a Rue des Hospitalières Saint-Gervais. É também um restaurante judaico, aonde pode-se sentar e pedir um prato de tapas para compartilhar, ou comprar o falafel e comer na rua mesmo. Adoro o ambiente de deli, meio velhinha e super movimentada, acho um verdadeiro charme. E o falafel…. é demais de tão gostoso!!

Chez Marianne

2, Rue des Hospitaliéres-Saint-Gervais, 75004, Paris

Aberto diariamente de 12h até 24h

Preço: $

 

La Brasserie de l’Isle Saint-Louis

O último da minha lista de lugres que vou sempre em Paris, é a nossa queridíssima Brasserie de l’Isle Saint-Louis. Perdi a conta de quantos fins de tarde passamos nesse lugar delicioso bebendo a ótima cerveja na caneca de cerâmica deles, e comendo o maravilhoso Welsh Rarebit ou a Tarte a l’oignon. A I’le Saint-Louis, uma autêntica brasserie alsaciana, e um local cheio de clientes regulares que passam por lá ao menos uma vez na semana. É a extensão da casa de muita gente. E era a nossa também quando morávamos na cidade.

Os garçons que trabalham ali há anos cumprimentam seus clientes com beijos e abraços, como recebendo velhos amigos ou parentes em suas casas. É um dos lugares mais queridos por nós e palco de excelentes e inesquecíveis lembranças. Vale dar um pulo por lá e provar o Welsh Rarebit sentado no terraço (com vista para a Cité e a Catedral de Notre Dame) ou na parte interior, que é de matar de tão charmosa.

La Brasserie de l’Isle Saint-Louis

55, Quai de Bourbon, 75004, Paris

Aberto de quinta-feira à terça-feira de 12h até 22:30h

Fechado às quartas

Preço: $

Compartilhe

Comentários

  1. JEFERSON 5 de novembro de 2019 at 18:50
    Responder

    Que dicas maneiras hein Fernanda ?! PARABÉNS !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *